De Wallen (Bairro da Luz Vermelha)

Nome do localde Wallen
LocalizaçãoAmesterdão, Países Baixos

A maior e a mais antiga das áreas de luz vermelha de Amesterdão não é conhecida apenas pela prostituição. Há também muitos bares, clubes, cafés, sex shops e até museus do sexo nesta zona.

O lugar recebeu o nome a partir das luzes néon vermelhas e das lâmpadas que são usadas na maioria das janelas atrás das quais profissionais do sexo oferecem os seus serviços. Não tente tirar fotos das mulheres: é estritamente proibido.

A existência dos distritos da luz vermelha em Amesterdão remonta ao século XIV. Durante algum tempo ao longo da sua existência, homens casados ​​e homens religiosos foram proibidos de entrar na área de De Wallen. Hoje, é uma das atrações populares de Amesterdão.

A animada vida noturna vai a par e passo com a natureza da área. Existem muitos clubes, pubs e bares que pode visitar e divertir-se a noite toda. Portanto, o melhor momento para visitar o distrito, se deseja vê-lo iluminado e vivo, é durante a noite.

Tags Conteúdo 360 °DistritoDistrito de entretenimento
Download Download Veja mais
Red Light Secrets Museum of Prostitution Entry Ticket a partir de 11 USD

Mais informações e contato

Wikipedia https://pt.wikipedia.org/wiki/De_Wallen

More information http://www.amsterdam.info/red-light-district/

Endereço 100-500 Oudezijds Voorburgwal

Coordenadas 52°22'25.05" N 4°53'52.946" E

Tours e atividades: De Wallen (Bairro da Luz Vermelha)

Red Light Secrets Museum of Prostitution Entry Ticket

Confirmação imediata
a partir de 11 USD

Amsterdã: Excursão pelo Bairro da Luz Vermelha

Confirmação imediata
a partir de 19 USD

Excursão a pé ao Distrito da Luz Vermelha de Amsterdã

a partir de 29 USD

Sygic Travel - um guia de viagens no seu bolso

Faça o download gratuitamente e planeje suas viagens com facilidade
Digite o seu número de celular para receber um link e baixar o app:
Ou procure por \"Sygic Travel\" na App Store ou Google Play.
Sygic Travel Maps O primeiro aplicativo de mapas do mundo projetado para viajantes
Usar o aplicativo Agora não